• 21 2539-0945 | info@pilos.com.br | Whatsapp: 21.96484-7622

Carta de pacientes

“Sofria com a calvície desde os meus 18 anos. Passei por inúmeras situações constrangedoras durante boa parte da minha vida adulta, o que ocasionou sérios danos à minha autoestima.

Recentemente, aos meus 25 anos, decidi realizar a cirurgia de implante capilar com o Dr Henrique Radwanski. Aqui no Brasil, respaldado por todo sistema legal e distante das incertezas provenientes da rede de implante capilar da Turquia, tenho a convicção de que optei pela escolha correta.

Estou cada dia mais satisfeito com o investimento que fiz. Dr Henrique e toda sua equipe desempenharam um excepcional trabalho, me devolvendo a autoestima e a esperança. Isso é fantástico.”

L.P., 25 anos, advogado

  • Já havia me interessado em fazer a cirurgia há 3 anos atrás. Porém somente aqui no Brasil com o dr. Henrique é que tive total certeza disso. Realmente, tudo ocorreu da melhor maneira possível. Valendo ainda a pena vir aqui comentar e agradecer pela integridade e profissionalismo dele que é de outro nível. Parabéns e obrigado!

    A.B.

  • Um colega cirurgião plástico, Dr. Alexandre, que foi meu residente no Serviço do Prof. Pitanguy há aproximadamente 10 anos, recentemente me visitou para acompanhar algumas cirurgias de transplante capilar. Segue seu depoimento.

    Gostaria de agradecer a oportunidade de ter contato com a cirurgia de restauração capilar proporcionada pelo Dr. Henrique Radwanski. Profissional dedicado e comprometido com o ensino da Cirurgia Plástica. Assim foi minha impressão desde o meu primeiro contato com esta operação no curso do Prof. Pitanguy. Nesse segundo momento consegui ter uma visão ampla, porém muito bem fundamentada e organizada de um procedimento tão complexo. Sua equipe bem treinada garante resultados de excelência com agilidade e segurança. Hoje me sinto estimulado a iniciar a restauração capilar incorporando os ensinamentos adquiridos. Obrigado Dr. Henrique.

    Dr. Alexandre

  • Em primeiro lugar, gostaria de agradecer a D-US por ter colocado em meu caminho o Dr. Henrique e sua equipe. Alem de ser um profissional extremamente competente, é um profissional muito ético e muito humano. Desde a primeira consulta senti muita segurança e não tive dúvidas que faria o procedimento com ele, aliás ja saí agendada para a cirurgia. Sou de São Paulo, tenho 43 anos e descobri que tinha um tumor no couro cabeludo há 2 anos atrás (em maio de 2013). Em SP fiz a remoção desse tumor e no couro cabeludo fiz um enxerto de pele, numa area de 4,5cm por 4,5cm. Esta região está localizada na parte frontal da cabeça próximo a testa. Fiz outra cirurgia para tentar diminuir a area sem cabelo, em SP, mas infelizmente não deu certo porque essa pele voltou ao tamanho inicial. Fui na clinica do Prof.Ivo Pitanguy pedir uma opinião sobre o meu caso e esse brilhante profissional me indicou o Dr. Henrique, para realizarmos um transplante de cabelo nessa area enxertada. Fui recebida com muito carinho no mesmo dia pelo Dr Henrique, como disse, e ja sai agendada para a cirurgia. Fiz o transplante em novembro de 2014 e em praticamente toda a área enxertada, cresceram cabelos. A alegria foi enorme ao acompanhar cada fio de cabelo crescendo! O Dr. Henrique e sua equipe, a anestesista Gisele, as assistentes Cris, Ursula e todas envolvidas, são pessoas maravilhosas! Minha auto estima melhorou muito! Posso usar meu cabelo como quiser, posso nadar sem me sentir envergonhada por ter uma falha grande na região da frente da cabeça, sinto uma gratidão enorme ao Dr. Henrique!! Toda essa área de pele enxertada foi coberta com cabelos!!

    Que DEUS ilumine seu caminho, Dr Henrique, e de todos os profissionais envolvidos!

    MUITO Obrigada!!!

    R.H. dentista, São Paulo

  • A cirurgia de redução de mamas nunca foi algo imperativo na minha vida, apesar de já ter pensado nisso em vários momentos! Até que um dia surgiu a oportunidade de realizá-la. Apesar da (considerável) ptose nunca tive problemas de autoestima, sempre gostei do tamanho e achava que tinha belos seios. No entanto, o peso sobre meu corpo (ombros e coluna) era o que incomodava (apesar de não interferir na minha qualidade de vida).

    Decidi fazer a cirurgia com Dr. Henrique por já conhecer sua competência e dedicação. Todo o processo, da primeira consulta até a cirurgia, foi muito rápido e por ser bem resolvida no quesito estética, fiquei apreensiva se estava tomando a decisão certa (de fazer a cirurgia). Operei e para minha surpresa o resultado ficou impressionante. Exatamente como eu queria: bem projetado e ainda com um tamanho adequado (o que no início foi motivo de apreensão já que o Dr. Henrique me propôs diminuir 60% do que eu tinha, mas após conversarmos foi decidido, em conjunto, que seria retirado apenas o necessário).

    Como escrevi no início, a redução de mamas não estava entre as minhas grandes prioridades da vida, mas o resultado ficou tão admirável que hoje não tenho dúvidas em afirmar que foi uma das minhas melhores decisões. Ele (Dr. Henrique) transformou algo sem grande importância na minha vida em algo espantosamente sensacional (1 mês após a cirurgia comprei meu primeiro sutiã tomara-que-caia da vida!).

    Como médica, em início de carreira, espero que meus pacientes se sintam tão satisfeitos com meu trabalho como eu estou satisfeita e agradecida com o trabalho do (Dr.) Henrique!

    R.M.B., 25 anos

  • Gostaria de deixar bem claro que só tenho a agradecer ao Dr Henrique Radwanski e sua equipe, pelo excelente atendimento que recebi. Desde a primeira vez que conversei com o Dr Henrique, fiquei impressionado com a sua simplicidade, carisma, confiança e segurança que me passou. Não tenho dúvida que para você conseguir sucesso naquilo que você se propõe a realizar, tem que existir essa identidade entre médico e paciente, e isso existiu desde o primeiro contato. Outra coisa que me chamou a atenção, apesar de ser uma pessoa medrosa, fui dirigindo sozinho de niterói de manhã, para o rio de janeiro, estacionei meu carro no estacionamento da clínica, me coloquei a disposição para os procedimentos da cirurgia, que foi um sucesso e no outro dia de manhã, lavaram meu cabelo, conversei com o Dr. Henrique, tomei um belo de um café da manhã, peguei o meu carro e chegando a niterói, estava de volta às minha atividades profissionais. Não tomei um remédio pra dor, e estava levando uma vida normal.

    Sou político e empresário. Por isso lido com todo o tipo de pessoas, e não tenho dúvidas em recomendar o nome do Dr Henrique Radwanski juntamente com a sua equipe a todos. Pra terminar gostaria de reafirmar que os dois contatos que tive com o Dr. Henrique, após a cirurgia, valeram para ter a certeza que diante de mim, estava um extraordinário cirurgião e um ser humano fantástico. Que deus te abençoe mais ainda, muito sucesso, felicidades e paz e que você continue sendo esse ser humano especial, e permita afirmar…obrigado meu amigo Dr Henrique Radwanski.

  • “Caro Dr Henrique, nada melhor nesta vida do que fazer o outro feliz, e quando este outro já é feliz só aumenta esta felicidade. Obrigado por esta sua capacidade, e assim me deixar mais feliz. Você é 1000. Grande abraço, mestre Henrique.”

    W.M., 45 anos

  • “Meu Caro Dr. Henrique,

    Num exercício de sensibilidade e reconhecimento, agradeço as circunstancias que proporcionaram ao meu filho, SBN, receber das tuas mãos cheias de bons serviços uma nova visibilidade.

    Afinal, estamos todos, cada um da sua maneira triunfando sobre as circunstancias. Grato e com todo carinho de nossa família…”

    Dr. SRB

  • “Sofri um acidente automobilístico no início de 2011. Há dez anos a calvície me incomodava, e tentei dezenas de tratamentos, sem um resultado que me satisfizesse. Depois do acidente a calvície se agravou muito, me incomodando ainda mais do que antes, causando depressão e uma baixa em minha autoestima. A cirurgiã plástica que me operou sugeriu que procurasse o Dr. Henrique para que ele explicasse o que poderia ser feito. Depois da consulta, saí com um sentimento de esperança para aquele problema que me incomodava tanto e parecia não ter solução. Decidi operar.

    Ao sair da sala de operação, tive uma prévia do que estava por vir. Me senti mais jovem, mais bonito mesmo. Aos poucos o cabelo foi crescendo, me estimulando a cuidar inclusive mais da saúde como um todo, me livrando da depressão e retomando minha autoestima e confiança.

    Depois de um ano me sinto como se tivesse voltado ao auge. Pessoas mais próximas, que souberam do procedimento ficaram impressionadas com o trabalho do Dr. Henrique e o resultado, assim como obviamente eu também. Você está em frente ao espelho e se sente bem. Parte confiante para seu compromisso, profissional ou pessoal. É realmente muito bom. E quando recebe um elogio dizendo que seu cabelo está bonito – algo que não acontecia mais e talvez nunca mais acontecesse – você percebe que tomou a atitude correta.

    Um parente me deu esta cirurgia de presente, e de dois em dois meses me pego agradecendo a ele por este que foi um dos maiores presentes que poderia ter recebido de alguém.
    Quero deixar este depoimento para que outras pessoas possam passar por esta renovação. No meu caso, tenho plena consciência de que se tratou de um renascimento.
    Obrigado Dr. Henrique, por devolver algo tão valioso.”

    F. M., músico, 34 anos

  • Escrevo ao Dr. Henrique Radwanski e todos de sua equipe da Pilos, com enorme satisfação que estou sentindo e gratidão por todos vocês, primeiramente meu problema com minhas sobrancelhas era desde adolescência, sofria com a ausência e falhas dos poucos pelos que havia nesta região do meu rosto, recorri durante anos a lápis de olhos para corrigi o problema ou hena que ambos ficavam com aspecto muito artificial, e me causava muita frustrações e tristeza, nunca recorri a tatuagem definitiva pois sempre me falavam que era a única solução, só que achava muito feio o resultado e mais artificial ainda, hoje com 29 anos descobri que já algum tempo existe essa solução definitiva e natural para se obter sobrancelhas que tanto fazem parte da moldura e harmonia do rosto, procurei até encontrar a Pilos a qual fui muito bem recebida por todos, e em pouco tempo já fiz a restauração cirúrgica da sobrancelha e me surpreendi com o resultado final, está melhor do que eu podia imaginar, minha felicidade em acordar e ter sobrancelha lindas em meu rosto sem aspecto artificial e definitivas, me deram muita alegria e satisfação, meus familiares estão compartilhando com minha alegria!

    A dedicação, o profissionalismo e o cuidado do Dr. Henrique e sua equipe me deixaram muito feliz e vou ser pra sempre grata a vocês, tive a escolha certa aqui no Brasil para meu procedimento! Acho que tinha que ser mais divulgado que existe solução definitiva e maravilhosa para quem sofre deste problema como eu sofria, agora vida nova, ano novo!!

    Obrigada Dr. Henrique Radwanski e sua equipe por tudo, e sempre vou falar com muito orgulho de vocês para quem quiser profissionalismo e qualidade, Abraços a Todos da Pilos

    M. C., 29 anos, advogada

  • Escrevo para relatar sobre a experiência que tive ao visitar seu serviço de implante capilar. Foi realmente o espaço aberto que encontrei para conhecer melhor como funciona um centro voltado para o tratamento cirúrgico da calvície. Já havia tentado com outros especialistas na área mas infelizmente não encontrei acolhimento.

    Certamente outros colegas gostariam,assim como eu,de ter acesso a um espaço que abrisse as portas do conhecimento para a cirurgia de implante capilar. Não basta só o embasamento teórico. Necessário se faz conhecer a dinâmica da sala de cirurgia.São detalhes importantes para o aprendizado nesta área. E é isto que falta para que mais colegas executem com maestria,tal como o senhor o faz,este tipo de procedimento.

    Quero que saiba que sua atitude em abrir este espaço é de grande relevância para todos nós que temos interesse na cirurgia da calvície.Oxalá que outros cirurgiões que tenham o mesmo cabedal de conhecimento possam multiplicar a grandiosidade do seu exemplo. Sou-lhe grata em meu nome e no daqueles que porventura precisem deste tipo de acolhida. Parabéns pelo excelente trabalho e continue mostrando que uma das maiores riquezas espirituais é a partilha, inclusive do conhecimento para o bem comum. Se assim não fosse,através da união e do esforço conjunto,nós,seres humanos,não estaríamos no topo da escala evolutiva.

    Quero também estender meus agradecimentos ao restante da equipe que sob sua batuta funciona como uma orquestra sinfônica. A todos que fazem a Pilos, meu abraço fraterno.

    F.B., cirurgiã plástica, membro da SBCP.

  • Há muito tempo eu sonhava com uma solução para meu problema de calvície, já tinha experimentado vários tratamentos oferecidos por Clínicas de Estética tipo: massagens com choquinhos pra estimular o crescimento, xampus específicos e tônicos pra acabar com a seborreia e fortalecer o bulbo capilar, Avicis, Minoxidil, Propecia (Finasterida), só gastava dinheiro e nenhum resultado, cada vez mais o cabelo caía e com ele minha auto estima, não bastasse minha insatisfação com minha imagem ainda era alvo de piadinhas sem graça tipo: aeroporto de mosquito, pouca telha, como tenho a testa alta ainda me comparavam ao Homer Simpson, era uma infinidade de apelidos, isso acabava comigo e pra não partir pra agressão física aos piadistas de plantão fui virando escravo dos bonés (só tirava o boné pra dormir e pra tomar banho), até que resolvi tomar uma providência e num ímpeto de coragem procurei Dr. Henrique Radwanski, que logo na primeira entrevista me encorajou, tirou minhas dúvidas, acabou com os medos e a insegurança com relação a cirurgia e ao pós-operatório e me fez vislumbrar a possibilidade de ser um novo homem, posso afirmar que Dr. Henrique além de ser um excelente cirurgião plástico(não me deixou com cicatriz alguma) é agora um novo e grande amigo por quem tenho muita consideração, pra mim é o Mago dos Calvos, tem com certeza um Dom Divino, cumpre sua profissão como cumpre um sacerdócio e opera milagres com resultados pra lá de satisfatórios não só na nossa imagem física como na nossa auto estima que torna a se elevar.
    Então se você amigo calvo não esta satisfeito com sua imagem, não espere mais, tome a decisão mais acertada, procure Dr. Henrique Radwanski e pode confiar plenamente neste profissional das cirurgias plásticas, com certeza, ele merece todo o reconhecimento da classe médica. Pra Dr. Henrique dou nota mil com louvor.

    Marcos José, 45 anos

  • Ao Dr. Henrique Radwanski
    Quero agradecer a dedicação, atenção e o carinho que este excelente profissional teve para comigo quando resolvi me submeter a uma cirurgia de transplante capilar.
    Quero agradecer também, por todo o acompanhamento pós cirúrgico ao longo deste um ano que se passou.
    E, principalmente, quero agradecer pela belíssima cirurgia e pelo excelente resultado dela que renovou minha auto-estima e confiança.
    Estou muito feliz, pois esta cirurgia proporcionou-me mais qualidade de vida e isto não tem preço.
    Que Deus te abençoe sempre para que você continue a exercer seu trabalho com dedicação, amor e competência.
    Obrigada por tudo, Dr. Henrique. Serei eternamente grata.
    Um forte abraço.

    G.A.V.N., mulher de 41 anos

  • Esta carta foi enviada pela paciente Valérie, vítima de trauma em couro cabeludo. Ela recorreu ao seu cirurgião plástico em Paris para uma reconstrução, e o resultado foi frustrante. Veio ao meu consultório por indicação de uma amiga, cujo pai, também cirurgião plástico, é um estimado colega carioca.

    Segue sua carta de agradecimento em inglês.


    Doctor Henrique,

    First of all, I wish you a Happy New Year full of health and happiness for you, for your family and for your lovely colleagues. As promised, please find below a small text.
    My name is Valérie, I am 32, I am French and I have no problem of baldness. However, the Pilos Center and Doctor Henrique Radwanski’s expertise really changed my life.
    You might think: “How come ?” or “in which way did she need a hair implant surgery ?”.
    Well, Doctor Henrique Radwanski is not only an expert with issues of alopecia, he is also extremely competent to tackle any matter linked with consequences of burn problems which can be located on the scalp. This was my case.
    About 12 years ago, I’ve had an accident and several parts of my body were burned with hot oil. The deepest burn was located inside my left arm. I’ve had 2 skin grafts, from skin taken from my scalp. The second surgery went so bad that I ended with a permanent and definitive scar alopecia on the left side of my head….a disaster for me and, psychologically, very difficult to handle in the day-to-day life.
    French surgeons, even the most competent in the hair implant expertise, told me that the only solution for me was to have a full anesthesia and to have a section of tissue of 10 cm by 1.5cm removed. Moreover, for them, the percentage of success was not totally sure and at the better, between 30% to 70%.
    Doctor Henrique did a partial (local) anesthesia (the full surgery was around 2 hours and I did not feel any pain), took a strip of 5cm by less than 1 cm of scalp to prepare the hair grafts, with a percentage of success close to 100%. And the scar is absolutely invisible !!! Very impressive ! And I did not mention about the good atmosphere in the clinic and the kindness of the staff working over there !!
    To summarize, I strongly advise anybody facing this kind of issue to consider this option as this truly changed my life.
    Merci Docteur et merci à ma meilleure amie bréslienne pour son support de tous les instants !!!

    Cordialement, Valérie

  • O paciente insatisfeito representa uma grande frustração para o cirurgião plástico: afinal, nosso objetivo é trazer ao paciente uma melhora na sua aparência. Uma das causas mais frequentes é a falta de comunicação entre o cirurgião e seu paciente: explicar as possibilidades de executar aquilo que é desejado diante da realidade anatômica. Por isso, “captar” (ie. compreender) a demanda do paciente é um exercício que exige do cirurgião empatia e experiência.
    Recentemente, fui duramente criticado por paciente jovem, submetido a um transplante capilar, e que estava frustrado com o volume final. Alegava inclusive que tinha sido “enganado” por mim, que a cobrança de valores foi exorbitante diante do resultado obtido…talvez a mais injusta acusação de que um profissional sério pode ser acusado. A cirurgia foi corretamente executada, mas a quantidade de folículos estava realmente aquém do que era necessário para cobrir sua rarefação. Em consulta de revisão, constatei que sua reclamação tinha razão de ser, e ofereci uma cirurgia complementar. Houve, da minha parte, o reconhecimento de um resultado pobre: jamais desprezei a queixa do paciente. A proposta de uma 2ª. cirurgia não foi aceita, e o paciente recorreu a outro especialista…aparentemente com resultado positivo.
    Fui informado por ele que sua frustração está sendo ampliada em blogs e foruns de discussão. Infelizmente, na era da internet isso foge ao contrôle de qualquer um, com evidente prejuízo (intencional ou não) à imagem do profissional. Não há nada que eu possa fazer.
    O aprendizado do médico é um processo longo, que exige humildade para conhecermos nossos limites.
    Na cirurgia plástica, não é raro se deparar com um resultado incompleto ou mesmo pobre. Acontece com a paciente submetida a lipoaspiração, que aponta áreas onde ainda restam depósitos de gordura; o paciente masculino que requer um procedimento complementar para melhorar sua cirurgia de rejuvenescimento facial; a jovem que não está satisfeita com o volume das mamas após uma redução. Cicatrizes alargadas representam uma das principais causas de insatisfação. Cabe ao cirurgião propor uma solução, e cabe ao paciente decidir se aceita ou não. Faz parte da relação médico X paciente encontrar a melhor estratégia, e algumas vezes esta relação fica comprometida por quebra de confiança de uma das partes.
    É extremamente gratificante receber do paciente agradecimento pelo nosso trabalho, a sua satisfação representa o melhor retorno de nossos esforços. Entretanto, ao lidar com o ser humano, estamos diante de uma infinidade de fatores que muitas vezes não controlamos. Por outro lado, é fato que nós cirurgiões plásticos também não acertamos todas as vezes que operamos…devemos tentar melhorar nosso desempenho através de educação continuada, participação em congressos, e no dia-a-dia das nossas cirurgias.
    Mais uma vez, o aprendizado do médico é um processo longo, que exige humildade e persistência.
    O seguinte depoimento espontâneo, recebido recentemente do paciente Guto, após alguns dias de seu transplante capilar, sintetiza o que realmente almejamos: a satisfação de nosso paciente. O título já diz tudo:

    “Obrigado”.
    Dr. Henrique, gostaria de agradecer tudo que o Sr fez por mim nessa cirurgia . Confesso que a primeira vez que estive no consultorio , o sr fez um desenho na minha cabeça que não me deixou muito feliz , mas quando eu ia falar isso com o senhor na clinica , vc fez um desenho muito mais perfeito muito mais completo que eu tinha certeza que me deixaria feliz . Ainda não sei como vai ficar , se vai ficar perfeito , mas ja agradeço aqui pela cirurgia bem feita , pelos novos traços que terei no rosto quando esse cabelo crescer. Ainda estou sentindo bastante dor na area doadora , mas acredito que vai passar rápido . Muito obrigado Dr Henrique .Vou tirar as fotos mes a mes para acompanhar tudo .
    Obrigado.

    Guto (Mar de Espanha, Minas Gerais)

  • Esta é uma carta de agradecimento ao Dr. Henrique Radwanski e toda sua equipe.

    Para que vocês possam conhecer o tamanho da minha gratidão, segue um breve relato.
    Em maio de 2007, aos trinta e quatro anos de idade e no oitavo mês de gestação, apresentei quadro convulsivo, minha filha nasceu numa cesariana de emergência. Os exames revelaram a presença de um tumor cerebral. Vinte e três dias depois fui submetida a uma craniotomia para retirada do mesmo, que mais tarde a biópsia revelou tratar-se de tumor maligno, câncer.

    O tratamento incluiu radioterapia que provocou alopécia em quase metade de meu couro cabeludo.

    Passados mais de dois anos de faixas, lenços, desconforto e constrangimento, em outubro de 2009, decidi que era hora de me recompor. E foi então que busquei saber mais sobre implantes capilares e cirurgiões neles especializados.
    E por mais de três vezes o nome Henrique Radwanski veio a mim, por indicação de médicos e amigos.
    Após a primeira consulta no Centro Pilos já havia decidido que seria o Dr. Henrique, o médico a operar-me.
    O Dr. Henrique, com a tranquilidade e clareza que lhe são peculiares, apresentou e esclareceu-me acerca dos métodos disponíveis e aplicáveis ao meu caso.
    Ficou decidido que seriam utilizados dois métodos: expansores e implante fio a fio.
    Teve início, aí então minha jornada de sucesso junto ao Dr. Henrique e sua equipe.
    É sabido que um bom profissional sabe cercar-se de também bons profissionais. Assim sendo, posso afirmar que o Dr. Henrique Radwanski, um excelente e primoroso médico, soube cercar-se de igualmente, excelente e primoroso staff.
    Ressalte-se o inquestionável lado humano de todos os envolvidos, o que tornou o caminho percorrido bem mais fácil e confortável.
    O procedimento foi composto por duas cirurgias: uma para colocação dos expansores e primeira etapa do implante fio a fio, e outra para retirada dos expansores e consequente avanço do retalho obtido, bem como a segunda etapa do implante fio a fio.

    Entre a primeira e a segunda cirurgias foram realizadas as aplicações de soro nos expansores. Deste modo, freqüentei o Centro Pilos em Botafogo durante algumas semanas nas quais convivi com o Dr. Henrique e suas duas colaboradoras, as muito prezadas Célia e Cristiane, pessoas muito respeitosas e amáveis, que sempre me receberam com muito carinho e às quais sou muito grata por tudo.
    O resultado do procedimento foi um grande sucesso e conseqüente grande satisfação de minha parte.

    Deixo registrados aqui, meus agradecimentos ao meu médico, Dr. Henrique Radwanski, à tão doce e competente anestesista Drª Gisele Kreimer, às enfermeiras Joanina, Fernanda, Talita, Solange e Ursula, tendo as duas últimas auxiliado o Dr. Henrique no momento da retirada dos curativos e da tão trabalhosa lavagem dos meus cabelos.

    G M.

  • Estimado Dr. Henrique Radwanski, gostaria de dizer que há pouco mais de seis meses, eu era uma mulher apagada, com auto-estima baixa, sem vontade de sorrir, e com um grande complexo: o meu cabelo !

    Muitas foram as tentativas, como por exemplo, “xampus milagrosos”, fórmulas receitadas por Dermatologistas, mas infelizmente não obtive nada além de aumentar a minha angústia e aproximar-me cada vez mais do “não há nada a se fazer”!

    Depois do nascimento da minha segunda filha, a situação se agravou tanto que já não conseguia me olhar no espelho sem ficar chocada com a extensão da minha calvície! Evitava a ida aos salões de cabeleireiros, porque sentia-me, de certo modo, inferior às outras mulheres, que sempre ficavam a olhar o meu cabelo cada vez mais fraco !

    Começava a achar que todas as pessoas na rua olhavam para mim por causa da minha calvície que cada vez mais se alastrava! Cheguei ao meu limite e senti-me muito deprimida, até quando o meu marido, Marcio, que é brasileiro, contactou o Dr. Henrique Radwanski, e disse que havia, segundo suas palavras, “uma luz no fim do túnel”!

    Quando o Dr. Henrique disse, depois de dar todas as orientações e possibilidades da minha queda de cabelo, que teria muito prazer em nos receber no Rio de Janeiro, a fim de avaliar o meu caso, e sugerir o tratamento mais indicado, comecei a chorar e senti que havia a possibilidade de eu ver o meu sonho concretizado! Mais do que de pressa, marcamos uma consulta, os vôos de Portugal para o Rio e “voamos” em busca de uma solução para esse imenso trauma, em especial para uma mulher jovem de 33 anos!

    Quando entrei no seu gabinete médico Dr. Henrique, enchi-me de coragem e pedi a Deus para que pudesse estar na proporção das mulheres elegíveis a esse tipo de cirurgia.

    Após lhe relatar o meu  problema e ser examinada por si, ouvi atentamente o seu parecer confirmando a possibilidade da cirurgia de transplante capilar de unidades foliculares, o que me fez naquele momento sentir uma alegria que já não sentia há muitos anos! A emoção foi tanta que não conseguia conter as minhas lágrimas!

    Chegou então o dia da cirurgia, e eu não me senti nada nervosa, não só por ter a certeza de estar nas mãos do melhor Cirurgião Plástico do mundo, mas também pela confiança e pela segurança que me passou desde o primeiro dia que lhe conheci! Tudo correu muito bem, não senti grande desconforto nem fortes dores, e logo após a cirurgia já pude ver os “cabelinhos” ali transplantados! Eu nem acreditava, parecia sonho! Antes de voltar para a casa da minha sogra, tomei uma sopa deliciosa na Clínica, e depois da minha alta médica, já comecei a querer me olhar no espelho com uma vaidade que estava adormecida dentro de mim!

    Hoje , depois de mais de seis meses, já me sinto uma outra mulher, com vontade de ir ao salão, sem medos, gosto de me pentear e me ver no espelho! Ganhei uma outra segurança, um outro sorriso e mais alegria de viver, o que lhe agradeço imenso Dr. Henrique Radwanski!

    Agora as pessoas me param nas ruas para me perguntar o que aconteceu, que eu tenho tanto cabelo, e eu com muita alegria digo: conheci um “Anjo” no Brasil de nome Dr. Henrique Radwanski, que com a sua competência , sabedoria e uma excelente equipa , fez um trabalho artístico na minha cabeça que me devolveu não só meus cabelos, mas a minha alegria de viver !

    Muito obrigado por tudo Dr. Henrique, estou outra, e gostaria de dizer em especial às mulheres que vivem esse problema da calvície feminina, que não tenham medo, que se puderem façam esse procedimento, e permitam-se voltar a ser felizes!

    U.M.A.V., 33 anos
    Póvoa de Varzim – Portugal

  • Quando comecei a me tornar calvo, por volta dos 27 anos, entrei em pânico. Afinal os cabelos sempre foram para mim, profissionalmente e esteticamente essenciais. Minha primeira e tempestiva atitude foi tentar solucionar o problema de imediato adquirindo uma prótese capilar. Usei-a durante quatro sofríveis anos, pois nunca consegui me sentir natural ou confortável com o aplique. Fora o alto gasto mensal de manutenção do mesmo. Quando conheci o Dr. Henrique de imediato me interessei pelo método de transplante capilar e voltar a ter cabelos naturais era tudo que eu queria. Após minha primeira cirurgia fiquei tão satisfeito com o resultado, que no ano seguinte já fiz a segunda para obter o resultado de volume capilar desejado devido ao estado avançado da mina calvície. Ter cabelos verdadeiros novamente crescendo ajudou principalmente na recuperação da minha auto-estima e hoje estou plenamente feliz, porque me sinto como uma pessoa normal.

    Atenciosamente,

    E. P. (37 anos)

  • Meu caro Dr. Henrique

    Você fez muito mais do que eu esperava. A prova disto é que minha esposa, meus familiares e colegas de trabalho não se cansam de elogiar o transplante, dizendo que a cirurgia foi muito bem feita, obra de um profissional de qualidade. Eles não percebem que houve cirurgia alguma. Dizem que se eu não falasse não perceberiam a cirurgia. Só percebem que o cabelo cresceu (e continua crescendo). Quem não me via há algum tempo e me viu com os cabelos fez um olhar de indagação ao reencontrar-me cabeludo. Eu era careca e agora o cabelo cresceu de forma natural. Esta forma natural conjuntamente com a densidade dos cabelos, é que dão o toque de genialidade da cirurgia. Todos, absolutamente todos, elogiaram o trabalho que foi feito em meus cabelos. O mais interessante é que eu não faço propaganda da cirurgia. A própria estética, após os meses que sucederam a cirurgia, por si só, constitui a propaganda. Pois carrego comigo esta boa aparência que rejuvenesceu-me, pelo menos, uns vinte anos, fruto de um trabalho de um grande cirurgião plástico, Dr. Henrique N. Radwanski.

    Muito obrigado Dr. Henrique e muito obrigado meu Deus, por ter colocado Dr. Henrique em meu caminho.

    Um forte abraço do seu paciente,

    H. C. A., empresário, 58 anos

  • Comecei a sentir a perda de meus “preciosos” fios de cabelo quando era ainda bem jovem, com cerca de 19 anos de idade. Lembro-me bem ! Acabava de sair da aula de natação, que fazia na época, quando fui me trocar no vestiário do clube – o qual freqüento até hoje -, localizado na Lagoa, no Rio de Janeiro. E, ao olhar para o espelho, ainda com o cabelo molhado e, portanto, ainda menos volumoso, dei-me conta de que alguma coisa estava errada. Meu cabelo já estava bem ralo e percebia pronunciadas entradas em minha fronte. Pensei, como pode isso acontecer ! Logo comigo ! Afinal, sou ainda tão jovem! Mas, pesquisando um pouco mais sobre o assunto, vi que era isso mesmo. Ou seja, a calvície do tipo masculina dá seus primeiros “sinais de vida” enquanto se é ainda jovem, instalando-se de forma bem acentuada, principalmente, entre os 20 e os 30 anos. E, infelizmente, numa fase em que os cabelos, para o homem, são um atributo dos mais importantes. E, neste caso, percebi logo que, apesar de quase não ter reclamações em relação à minha saúde e à minha genética, Graças a Deus, verifiquei que, infelizmente, em relação aos meus cabelos, não tinha tido tanta sorte. Pensei, então, que se não fizesse alguma coisa e rápido, fatalmente, em breve, poderia estar entrando, infelizmente, para o famoso “clube dos carecas”. Fato esse que, brincadeiras à parte, não me agradava em nada. E, para o qual, estaria disposto, a fazer o que fosse necessário e, também, possível para que não acontecesse.

    Bem, então, o que posso dizer é que, a partir dessa minha constatação, ao longo da vida, tentei diversos tratamentos. Mas, muitos, sem muito sucesso, ou mesmo, sem sucesso algum. Sendo assim, por volta dos 26 anos, parti para fazer o meu primeiro auto-implante capilar. Para tanto, escolhi um cirurgião muito conceituado. E, realmente, correu tudo bem na cirurgia. Ou seja, nunca cheguei a ter qualquer efeito colateral decorrente da mesma. Nem nunca ninguém chegou a comentar comigo que teria feito um implante capilar. Mas, por outro lado, ai mesmo é que estava o problema. Realmente, apesar de nunca ter tido problemas decorrentes da cirurgia. O problema residia justamente ai, ou seja, foram implantados muito poucos fios de cabelo. Portanto, o resultado final não me deixou muito entusiasmado e nem era perceptível para os outros. Sendo assim, passaram-se os anos, e eu nunca mais, salvo até o ano passado, e já com 39 anos, viria a fazer outra cirurgia de implante capilar. Cabe ressaltar que, apesar de nunca ter ficado, realmente, completamente careca, já estava com o meu cabelo restante, ainda mais ralo, e com entradas na fronte ainda mais acentuadas, do que aos 19, ou aos 26 anos. Mas, felizmente, ainda me restavam alguns fios de cabelo, com os quais ainda lutava bravamente. Emprestando-os de um lado para o outro, ao me pentear, para tentar “segurar” um pouco mais o meu visual. É bom frisar também que, ao longo desses anos, entre a primeira e a segunda cirurgia (esta já feita com o Dr. Henrique N. Radwanski), comecei um tratamento utilizando-me de um medicamento, surgido no período, que a meu ver, também, me ajudou relativamente bem, qual seja, a Finasterida. Ao menos, creio que este medicamento tenha me ajudado a preservar os fios que me restavam, e também a retardar um pouco mais a queda.

    Eis que, aos 39 anos, vi que minha situação, em termos das minhas entradas frontais e, portanto, de minha calvície, estava bem pior. Resolvi, então, que tinha que fazer algo. Conversando com meu primo, 10 anos mais novo, e que também sofria do mesmo problema, chegamos ao nome do Dr. Henrique N. Radwanski. Resolvemos então tentar uma cirurgia. Para o meu primo, Diogo, seria a primeira. Para mim, já seria a segunda tentativa. Fomos em frente e marcamos, cada um, uma consulta com o Dr. Henrique. Já no primeiro contato, tive uma excelente impressão tanto do profissional e como da pessoa do Dr. Henrique. Além do que tínhamos entrado em seu site, visto diversos resultados de suas cirurgias, e tínhamos tido também ótimas recomendações dele. Sendo assim, e sem maiores delongas, em menos de 2 meses, marcamos as nossas cirurgias. O Diogo foi primeiro, e eu fui logo um mês depois. Bem, e mais uma vez, tanto comigo, como com meu primo, correu tudo bem nas cirurgias. E, no meu caso, mais uma vez, ninguém, mas ninguém mesmo, nunca chegou e me disse que teria feito um implante capilar. A única, mas, realmente, substancial diferença para mim, em relação à minha primeira cirurgia, aos 26 anos, é que, passado pouco mais de um ano de minha segunda operação, os resultados agora foram excepcionais. De fato, o Dr. Henrique conseguiu implantar muito mais fios de cabelo em mim do que na primeira cirurgia. Para se ter uma idéia da diferença, na primeira cirurgia, na qual, inclusive, havia ficado uma pronunciada cicatriz na minha nuca (escondida, felizmente, pelo meu cabelo), segundo o que sentia e o que me informou o Dr. Henrique, havia sido feito um corte de cerca de apenas 7 cm no meu couro cabeludo (área doadora). Ao passo que, na cirurgia realizada pelo Dr. Henrique, foi retirada uma fita capilar de minha área doadora, de cerca de 23 de comprimento, o que propiciava o implante de muito mais cabelo, o que se verificou na prática. Devo salientar também, que o Dr. Henrique, ainda procurou resolver (e com sucesso) a questão relativa à cicatriz decorrente de minha primeira cirurgia, deixando-a muito mais uniforme e, portanto, integrada ao meu coro capilar.

    Bem, poderia ainda escrever muito mais sobre os resultados e também da minha satisfação com o sucesso advindo de minha cirurgia de implante capilar realizada com o Dr. Henrique Radwanski. Mas, creio que já escrevi o bastante, inclusive, sobre a minha experiência de vida, tentando conviver e, também, lutar contra a calvície. Mas, para encurtar um pouco mais o meu relato, farei uso de um velho ditado, qual seja “Uma fotografia vale muito mais do que 1000 palavras”. E, em sendo assim, peço apenas que vejam as fotos de minha cabeça, antes e depois da cirurgia (claro que tendo passado mais de um ano da mesma, para dar tempo dos fios recém-implantados crescerem). E, certamente, se assim o fizerem, verão o quanto foram positivos os resultados desta minha cirurgia (a segunda).

    De minha parte, o que posso dizer é que, hoje, 2008, aos 40 anos, continuo freqüentando o mesmo clube e, portanto, indo ao mesmo vestiário de quando tinha 19 anos, e fazia minhas aulas de natação. E, felizmente, quando olho para o mesmo espelho, e mesmo estando com o cabelo molhado, constato com muita alegria, que os meus “preciosos” fios de cabelo agora estão lá. E, portanto, podem até vir a falar, certamente, passados 20 anos, que estou mais gordinho. Mas, com certeza, uma coisa eu posso lhes dizer “Careca eu não sou e nem serei mais”. E cerca de 95% desse resultado eu devo, sem sombra de dúvida, à dedicação e à competência do Dr. Henrique N. Radwanski e toda sua equipe. E, para o qual, só posso, neste momento, dizer uma coisa: “MUITO OBRIGADO”.

    M.V., 40 anos

  • Bom, comecei a ter problemas com queda aos 20 anos. Um fato muito desagradável e que mexe muito com o psicológico do homem, sobretudo de um jovem. De lá pra cá, tentei todos os tratamentos possíveis. Loções, shampoos, massagens, lasers, finasterida…enfim, tudo que estava ao meu alcance. Senti uma melhora substancial na queda. Mas isso não bastava para repor o que já havia perdido. Ajudou muito sim, e ainda ajuda no processo de retardamento. Um paliativo. Já tinha ouvido falar muito sobre o transplante capilar. Ora bem, ora mal. Sobre casos em que o sujeito ficava com aspecto super-artifícial, cabelo de boneca mesmo. Ou que a área devastada já era muito grande e já não se podia fazer muita coisa…Escutei também, relatos positivos, de novas técnicas que davam um aspecto muito natural à área transplantada. Tinha muito medo. Não sabia se minha vaidade era exacerbada. Se não era melhor assumir a “careca” ao invés de se arriscar num procedimento cirúrgico…Até que decidi fazer. Fiz com o Dr. Radwanski. E foi uma excelente escolha! Um excelente profissional que me passou segurança desde a primeira consulta. A cirurgia bem como o pós foram exatamente como havia sido explicado na primeira consulta. Perfeito! Hoje, percebo que fiz, realmente, a escolha certa. Vi a recuperação não somente de fios perdidos nas áreas transplantadas, mas também, uma recuperação da minha auto-estima. Me sinto mais seguro hoje. Lido com a imagem e de uma maneira geral, todos nós também lidamos. E se sentir bonito e seguro, são adjetivos imprescindíveis para se encarar os desafios do dia a dia.

    Obrigado a toda equipe do Dr. Henrique N. Radwanski! Abraços!

    M. H. , ator, 30 anos

  • Meu processo de calvície começou aos 21 anos, gradativamente percebia que meu cabelo se apresentava mais rebelde, com dificuldade de crescer, esse então começou a ficar com aspecto ralo. Durante esses anos fiz tratamentos preventivos com medicamentos como Minoxidil e Finasterida, mas sempre estava de olho em tratamentos de mais “impacto” que pudesse me dar mais tranqüilidade. Aos 27 encontrei o centro Pilos, após visita ao site e perceber pelas fotos que os resultados eram bastante naturais, decidi marcar uma consulta. Eu tinha várias dúvidas a serem sanadas, meu maior receio era que o transplante ficasse com aparência artificial do tipo “cabelo de boneca”, mas isso não era o que as fotos mostravam. Dr.Henrique explicou passo a passo do procedimento e fez diversos comentários da técnica a ser aplicada.

    Após a consulta fiquei bastante confiante com os possíveis resultados e decidi então fazer a cirurgia. Minha estratégia foi antecipar a solução do problema, eu não estava calvo ainda, mas dentro de 2 ou 3 anos ficaria mais evidente, então preferi fazer logo, assim ninguém perceberia.

    A cirurgia foi tranqüila, sem maiores incômodos. Depois de poucos meses os cabelos começaram a nascer com grande naturalidade, depois uns 10 meses pude perceber que a cirurgia foi um sucesso! A aparência ficou excelente. Agradeço ao Dr. Henrique e a toda a equipe pelos resultados alcançados.

    R.I.F, Administrador de Empresas.

  • “A decisão pelo transplante capilar foi motivada por uma preocupação em investir em minha aparência, corrigindo uma calvície localizada que se me apresentava um tanto prematura. Dentre os diversos investimentos que fazemos na vida, no trabalho, na família e em outras frentes, creio que é muito importante investir em sentir-se bem, incluindo a forma com que nos apresentamos fisicamente. O resultado estético da cirurgia foi bem alinhado com as expectativas estabelecidas entre médico e paciente: um efeito suave, natural, compatível com minha idade e tipo físico. Estou muito satisfeito.”

    Um grande abraço!

    R.M.D., 44 anos

  • “Sofri um acidente automobilístico no início de 2011. Há dez anos a calvície me incomodava, e tentei dezenas de tratamentos, sem um resultado que me satisfizesse. Depois do acidente a calvície se agravou muito, me incomodando ainda mais do que antes, causando depressão e uma baixa em minha autoestima. A cirurgiã plástica que me operou sugeriu que procurasse o Dr. Henrique para que ele explicasse o que poderia ser feito. Depois da consulta, saí com um sentimento de esperança para aquele problema que me incomodava tanto e parecia não ter solução. Decidi operar.

    Ao sair da sala de operação, tive uma prévia do que estava por vir. Me senti mais jovem, mais bonito mesmo. Aos poucos o cabelo foi crescendo, me estimulando a cuidar inclusive mais da saúde como um todo, me livrando da depressão e retomando minha autoestima e confiança.

    Depois de um ano me sinto como se tivesse voltado ao auge. Pessoas mais próximas, que souberam do procedimento ficaram impressionadas com o trabalho do Dr. Henrique e o resultado, assim como obviamente eu também. Você está em frente ao espelho e se sente bem. Parte confiante para seu compromisso, profissional ou pessoal. É realmente muito bom. E quando recebe um elogio dizendo que seu cabelo está bonito – algo que não acontecia mais e talvez nunca mais acontecesse – você percebe que tomou a atitude correta.

    Um parente me deu esta cirurgia de presente, e de dois em dois meses me pego agradecendo a ele por este que foi um dos maiores presentes que poderia ter recebido de alguém.
    Quero deixar este depoimento para que outras pessoas possam passar por esta renovação. No meu caso, tenho plena consciência de que se tratou de um renascimento.
    Obrigado Dr. Henrique, por devolver algo tão valioso.”

    F. M., músico, 34 anos

  • A calvície era algo que sempre me incomodou. Quando vi que dia após dia meus cabelos cada vez mais iam sumindo me bateu o desespero. Procurei diversos médicos; usei diversos medicamentos; tentei desde receitas caseiras até fórmulas de renomados laboratórios… Mas nada parecia melhorar minha aparência. Foi ai que decidi que deveria procurar uma medida mais “radical”, que realmente resolvesse o problema pela raiz: Um transplante capilar foi a escolha. Por alguns dias fiz algumas buscas na internet e quando descobri o site da Pilos, li alguns textos do Dr. Henrique que me encheram de esperança e acima de tudo, segurança. Logo percebi que se tratava de um profissional sério, competente e comprometido com seu trabalho.

    Não perdi tempo, marquei logo uma consulta. Fui muito bem recebido e durante a consulta todas as minhas dúvidas foram dirimidas ponto a ponto numa linguagem simples e acessível com recursos visuais; e em nenhum momento foi me apresentado métodos milagrosos, apenas a verdade.

    No dia do transplante estava totalmente tranqüilo, pois já estava ciente de todos os procedimentos. Tudo ocorreu da melhor forma possível; não senti absolutamente nada e dormi durante todo o transplante.

    Contudo, satisfação melhor estava por vir com o decorrer dos meses. Não consigo descrever com palavras a alegria de a cada dia me olhar ao espelho e ver os pequenos fios de cabelos nascendo novamente e o melhor de tudo é saber que não irão mais cair. Minha auto estima melhorou muito; hoje não me sinto inferior a outros jovens da minha idade e já não tenho mais vergonha de me encarar ao espelho.

    Tudo que disse aqui foi verídico e em momento algum fui influenciado em meu depoimento, pois eu o fiz de livre e espontânea vontade como forma de agradecimento ao Dr. Henrique e a sua competente equipe que me receberam tão bem e desenvolveram um trabalho digno de aplausos. Parabéns a todos vocês de Centro Pilos e que a competência e o profissionalismo continuem sendo o vosso alicerce.

    G.S., Técnico em Biodiagnóstico

  • Prezado Dr. Henrique e equipe do Centro Pilos,

    Considero essa cirurgia uma das melhores decisões que tomei no sentido de melhorar minha aparência, bem como diminuir a ansiedade que acarreta os efeitos da calvície. Após quase um ano da operação, verifiquei que a diminuição das entradas deu ao meu rosto uma feição mais harmoniosa, o que ajudou a resgatar minha autoestima e segurança. É também com muito prazer que chego ao espelho, me preparo para tirar fotos, além de uma vida social mais saudável.

    ARS, 40 anos

  • Manaus, 27 de janeiro de 2007.

    Lembro-me bem da aflição dos primeiros dias em que comecei a planejar meu transplante capilar.

    Visitei pelo menos três clínicas no Rio de Janeiro (local onde morava na época) e fiquei ainda mais atônito, pela maneira como fui tratado. A impressão que tive é que estavam simplesmente querendo “vender seu peixe”.

    Comecei, então, a procurar através de sites e revistas um lugar em São Paulo, onde pudesse realizar meu sonho.

    Cheguei a fazer contatos com alguns profissionais, mas felizmente não precisei ir até lá.

    Encontrei na ocasião o Dr. Henrique em sua clínica, local em que pude pela primeira vez ter a certeza de qualidade e honestidade.

    Nesta ocasião, por motivos de trabalho, não tive tempo para a cirurgia. Mas só era uma questão de tempo mesmo, pois já havia uma grande certeza de que tudo iria dar certo.

    Até que vim morar em um outro lugar, a Cidade de Manaus. Mas para mim essa distância não me importava, porque aquilo que era minha principal preocupação estava solucionada.

    E então na primeira oportunidade retornei ao Centro Pilos.

    Agora, completados um ano após a cirurgia, vejo que valeu a pena o investimento. O sensação de tomar banho e pentear o cabelo livremente é algo que só quem passa por esse tipo de situação pode entender.

    Um grande abraço ao Dr. Henrique e sua equipe pela eficácia quanto aos resultados obtidos e mais uma vez pela honestidade com que fui atendido.

    F. C. S., Professor, 34 anos

  • Prezado Dr. Henrique,

    Estou exatamente a uma semana da cirurgia, e antes mesmo dos resultados definitivos gostaria de expressar nesta carta a minha experiência, como forma de mostrar não só o meu reconhecimento pelo seu profissionalismo e de toda a sua equipe, como também a gratidão por me ajudar a resgatar minha AUTO-ESTIMA.

    Minha calvície começou cedo, parti para os conhecidos tratamentos milagrosos, o Minoxidil era a promessa revolucionária na época, loções e xampus também faziam parte deste comércio. Como nada adiantava, decidi em 1994 procurar um tratamento com resultados efetivos e definitivos: o transplante de cabelos. Pesquisei tudo a respeito, e depois desta etapa passei a buscar por um local especializado aqui no Rio de Janeiro. Por indicação de médicos, cheguei a um cirurgião conhecido na cidade. O implante não foi traumático mais o resultado quantitativo foi muito aquém do esperado.

    Por este motivo, no ano seguinte decidi por uma segunda intervenção, mas desta vez, me deixei levar por propagandas milagrosas e por que não “enganosa”, uma cirurgia que prometia implante sem pontos e cicatrizes, mas não me disseram que o resultado seria um “bando de tufos de boneca” implantados de forma que ficassem visíveis a qualquer pessoa. Não imaginava que o meu drama estava por começar.

    Decidido a esconder a catástrofe que tinha feito, em 1996, procurei por um terceiro médico. A cirurgia deu-me alguns cabelos de sobrevida, mas deixou uma considerável cicatriz na região doadora. Decepcionado com todos os resultados apresentados, resolvi seguir a minha vida e me adaptar com o que tinha ficado das três cirurgias.

    De uns anos para cá, meu caso ficou mais grave, porque comecei a disfarçar a calvície, deixando o cabelo um pouco maior e cobrindo aqui e ali. E quanto mais perdia os cabelos, mais tentava esconder. Aquela situação ficou insuportável para mim. Perdi a espontaneidade e também toda a minha auto-estima. Passava muito tempo àfrente do espelho para fazer aquele “penteado”. A situação se agravou a tal ponto que levava, às vezes, mais de meia hora para pentear os cabelos e várias demãos de fixador, e mesmo assim me sentia inseguro. No trabalho a minha produtividade caia em função de não querer me expor em público, acredito ter perdido boas oportunidades profissionais. Não saía de casa se estivesse ventando. Não viajava de carro com a janela aberta. Tinha medo que alguém “esbarrasse” em mim e que meu penteado se desfizesse. Minha namorada não podia nem pensar em mexer no meu cabelo. Aquilo não era vida!!!

    Foi quando decidi mudar. Comecei a pesquisar o que tinha de mais moderno no tratamento da calvície, e através da internet cheguei a Clinica Pilos. Busquei referências sobre o médico responsável, e vi que se tratava de um profissional que atenderia minhas expectativas. Na primeira consulta, em 01 de junho de 2006, tive a certeza de que tudo que até então lera e pesquisara sobre o procedimento de microimplante era aplicado em sua clínica. Realizada a cirurgia em 16 de agosto, percebo que tudo transcorreu exatamente como me orientara.

    Dr. Henrique, quero parabenizá-lo e a sua equipe pela forma eficaz e tranqüila como a cirurgia foi conduzida, estabelecendo todo o tempo uma relação plena de confiança. Aguardo paciente, porém ansioso, pelo resultado definitivo e então lhe enviarei outra carta.

    Abraços, NMR., 34 anos

  • Rio de Janeiro, 5 de junho de 2005

    Caro Dr. Henrique
    Gostaria de agradecer a você e a sua equipe pelo excelente trabalho realizado a cerca de 20 dias atrás, onde nos encontramos no Hospital da Plástica para que fosse concretizado um sonho de recuperar os cabelos que insistiam em me deixar. Hoje vejo os pequenos cabelos começando a desenvolver e fico extremamente feliz e, logicamente, ansioso para que o tempo passe rapidamente para que eles passem a integrar o conjunto e a recomposição capilar completa se realize.

    Esta estória começa na verdade há 20 anos atrás, quando comecei a reparar que os cabelos começavam a cair e aquilo me deixou muito triste. Não sabia a velocidade e principalmente a extensão que a calvície iria me atacar. Felizmente, o processo foi gradativo e uma boa penteada sempre escondia a careca central, mas o temor de receber uma lufada de vento na proa e deixar a vista o espaço em branco era uma preocupação constante. Apesar de acompanhar a evolução da medicina nesta especialização, sempre acreditava que os métodos eram sempre paliativos, dependentes e o processo de implante iria me deixar com a cara do Ken (apesar da versão de cabelo de boneca seja mais apropriado para a Barbie).

    Neste ano de 2005, eu e minha mulher resolvemos avaliar melhor o mercado visto das técnicas de microimplante e alguns resultados conhecidos. De uma indicação para outra, chegamos ao Dr. Henrique. Após a primeira consulta extremamente educativa dos métodos, resultados esperados e forma de atuação, fiquei muito impressionado com a sua seriedade, simpatia da equipe e principalmente do profissionalismo envolvido. Decidi-me que chegara a hora de me presentear pela passagem de meu 45º. Aniversário. Vamos em frente!

    No dia da cirurgia, achei que tinha errado de local já que o Hospital da Plástica está mais para um hotel 5 estrelas do que um local médico. A preparação foi tranqà¼ila, com um bate-papo com a Dra. Gisele que me deu uma anestesia na preocupação, com sua gentileza e calma. Após tomar o “Boa noite Cinderela”, lá fui para a mesa de operação. Confesso que fazia tempo que não dormia tão bem… No final do dia, jurava que podia dirigir de volta para a casa, já que me sentia extremamente bem. Claro que o Dr. Henrique não me deixou, já que os meus reflexos ainda não haviam voltado ao normal.

    A 1ª noite foi um pouco chata para dormir. A compressa colocada no local da cicatriz me dava a impressão de estar dormindo com um capacete que puxava a cabeça a cada virada do corpo na cama para achar a posição adequada. Mas, no final o cansaço venceu e dormi.

    Após lavar o cabelo no dia seguinte, tive um alívio impressionante. Fui liberado e viajei para o Sul de Minas para uma recuperação definitiva. O plano foi passar 10 dias fora de circulação. Nos três dias seguintes a cirurgia, se recomenda efetivamente um cuidado extremo nas “mudinhas” e uma atenção na cicatriz. Os remédios prescritos fizeram o efeito esperado e não houve dor nenhuma neste período. Já no quarto dia, retomei a vida normal podendo sair de casa para compras e outras atividades, sempre munido de um boné para evitar o sol.

    O único efeito estranho foi o inchaço que tomou conta da testa e desceu depois para o nariz. Estranho porque fiquei com cara de “japonês” mas era esperado e aconteceu exatamente nos dias planejados. Como já sabia que era um efeito da anestesia que vai se descendo e aparece fortemente no 5o dia da operação, me preparei para ficar em casa, sem acesso externo.

    Ao retirar os pontos no 10º dia e poder lavar a cabeça normalmente, apenas evitando o uso de unhas, mais um marco importante no processo. Agora sim, voltamos àvida normal. Apenas não posso jogar golfe, velejar por horas ao sol e lutar boxe pelos próximos 10 dias… Coisas que dispenso.

    Agora, a rigor, os cabelinhos implantados devem cair como parte normal do processo e retornarem em pleno vigor após três meses de descanso. O resultado final só poderá ser observado em 1 ano.

    Espero voltar a escrever dentro destas fases vindouras, demonstrando a eficácia deste método de implante, permitindo que pessoas que buscam soluções nesta área possam usufruir minha experiência junto com a capacidade técnica do Dr. Henrique e realizarem o sonho de recompor a tal falida “cabeleira”.

    Um forte abraço do amigo,

    S.M., 45 anos, Rio de Janeiro

    Dr. HENRIQUE RADWANSKI

    Depois de um ano de implante, posso afirmar que esta foi uma das coisas mais importantes que fiz na minha vida. Após visitá-lo na semana passada para a consulta final, onde me foi dada plena “alta” do acompanhamento, você me mostrou as fotos tiradas antes da cirurgia. Confesso que não me reconheci nelas. Aquela calva amiga que se espalhava pelas entradas foi suprimida e os cabelos implantados estão grandes e fortes, recobrindo totalmente a área antes “devastada”. Isto lá é um passado…

    O mais interessante é que ninguém notou que fiz o implante. Meus colegas de trabalho estão notando a diferença na nova cabeleira mas acreditam que os cabelos estão nascendo por algum milagre químico ou talvez, algum passe de mágica. Algumas amigas estão pedindo a receita para os maridos carecas. Os amigos próximos que conhecem o segredo, dizem que estou muito melhor e pareço estar mais jovem. De fato, minha auto estima foi elevada e me sinto muitíssimo bem.

    Isto reforça a qualidade percebida do seu trabalho. Tão bem feito que se misturou naturalmente ao que veio de fábrica. Fico feliz em ter confiado a você este tarefa. Tudo correu muito bem, de uma forma tranqüila e planejada, alcançando plenamente os objetivos iniciais.

    Queria deixar um grande abraço e recomendá-lo aos amigos que desejam se dar este presente tão gostoso: a jovialidade.

    Tchau amigo,

    S.M., 46 anos

  • Prezado Dr. Henrique,

    Quando aventei a possibilidade de fazer o implante capilar, tinha muito medo e ansiedade. Sabia que deveria gastar uma quantia elevada sem imaginar o que poderia acontecer depois.

    Após nossa primeira conversa, fiquei mais tranqüilo, porém ainda ansioso.

    O tempo passou, a idéia foi maturando na minha mente, fui à segunda consulta e decidi pela cirurgia. Entre os motivos, principalmente a questão estética e a segurança que me foi passada por você.

    Após a primeira semana da cirurgia, percebi que tudo que você havia dito estava acontecendo e comecei a ficar cada vez mais confiante com o resultado final.

    Mais tempo se passou até a chegada do meu casamento. Nesta data, com cerca de 8 meses de cirurgia, já estava muito feliz com o resultado.

    Hoje, depois de um ano, posso dizer sem medo de errar que tomei a melhor decisão que poderia e que minha expectativa foi amplamente superada. O custo é piada em relação ao benefício e satisfação de ver o antes e o depois.

    Enfim, só posso agradecer a você e toda a equipe que me trataram muito bem e tiveram todos os cuidados e paciência para atingir o sucesso.

    Muito obrigado mesmo.

    Um grande abraço,

    Andre, 31 anos (administrador)

  • R.M.B., um paciente de 40 anos de idade, que veio à Clínica Pilos em janeiro deste ano.

    Realizei uma megassessão de 1629 enxertos, cobrindo quase toda sua área de calvície. Ao ser contatado por um amigo, Paulo, R. enviou esta carta, relatando sua experiência:

    Caro Paulo, Conforme já havia lhe informado em nossa conversa inicial o Dr Henrique é um excelente cirurgião plástico, opera com uma equipe excelente, todo o processo é indolor, o pós operatório é tranquilo, e não tem nenhum tipo de pressão para receber pagamento antes da cirurgia, demonstrando que o profissional em questão não é um mercenário como muitos que tem por ai, que só executam o serviço mediante o pagamento antecipado. Eu só fiz o pagamento no dia seguinte a cirurgia quando voltei para lavar a cabeça. Como já informado anteriormente estou muito satisfeito com o resultado inicial da cirurgia. Necessitando de mais algum esclarecimento fique a vontade para me contactar.

    Um abraço.

    R.M.B, 40 anos

  • Prezado Dr. Henrique,

    De volta a Brasília, adianto-lhe que o pós operatório foi o melhor possível. Quero parabenizá-lo pelo seu profissionalismo e seriedade como cirurgião plástico. Estou bastante satisfeito com o resultado inicial do trabalho executado, aguardando agora, o tempo necessário para ter uma nova “cabeleira” (tenho absoluta certeza que será em breve). Agradeço a atenção e carinho com que fui tratado por toda a sua equipe de trabalho.

    Um forte abraço.

    I.P, 47 anos

  • Ao Dr. HENRIQUE e sua equipe

    Gostaria de expressar minha satisfação e agradecer ao Dr Henrique e sua equipe pelo trabalho realizado na minha cirurgia. Completaram-se nove meses, e o resultado está sendo excelente, um sonho realizado.

    Sempre que tenho a oportunidade, gosto de dar meu testemunho na luta que travei contra a calvície durante 20 anos, que por sinal não é diferente da maioria das pessoas que sofrem do mesmo problema. Acho que fui um dos primeiros a usar o minoxidil em meados de 1986, que no auge dos meus 20 anos não acreditava na hipótese de ficar careca. Daí com o passar dos anos arrisquei de “tudo”, desde todas as linhas de xampus fortificantes, vitaminas, calendário lunar para cortes do cabelo, elixires milagrosos que apareciam em comerciais de TV, finasterida, e por ultimo fui usuário de prótese (sistema de entrelaçamento) durante 4 anos até optar pelo implante.

    Em junho de 2004, comecei a pesquisar sobre as técnicas de implante capilar e os especialistas da área. Dentre todos os sites um em especial me chamou a atenção, “A PILOS”. Morador em São Paulo, tive a oportunidade de contatar alguns profissionais, mas intuitivamente eu buscava um diferencial, um profissional que além da experiência, saberia enxergar o momento psicológico do paciente. A viajem para o Rio em setembro de 2004 para a realização da consulta, fez-me decidir pela escolha do melhor, e comprovar o que já havia pesquisado.

    Com muita sinceridade e honestidade o Dr Henrique me esclareceu todos os detalhes da cirurgia, do pósoperatório e o provável resultado. No diagnostico, a minha calvície foi classificada como grau IV e o prognostico foi animador, porque a minha área doadora (região da nuca) possui uma boa densidade e os fios com uma textura que ajudaria em muito no resultado. Lembro-me perfeitamente que no dia da consulta em setembro de 2004 de uma sensação de felicidade e confiança que eu me encontrava, e um filme passava na minha cabeça, lembrando de todas as ocasiões que eu estivera em consultórios de diversos dermatologistas, vendedores de fórmulas e tratamentos alternativos, todos sem sucesso até então.

    Estava convicto de um resultado que me deixaria muito satisfeito, mesmo assim se na época da cirurgia tivesse feito uma aposta na quantidade de cabelo que cresceria, na certa teria perdido. A antiga área calva foi toda restaurada e sem nenhuma falha!

    Na cirurgia foram realizados aproximadamente 1.700 enxertos, com o potencial de se multiplicarem de 3 a 4 fios cada um, totalizando perto de 5.000 fios depois dos cabelos terem crescido. Hoje eu não uso um penteado que puxe os cabelos para os lados ou para trás, deixo-os soltos naturalmente e sempre bem aparados nas laterais, do jeito que eu usava no passado.

    Os cabelos que cresceram possuem uma densidade e distribuição tão natural e perfeita, que depois de 4 anos usando prótese, não me imaginava tão cedo voltar a cortar o cabelo numa barbearia, e principalmente a freqüentar piscinas, praias e tomar sol com total segurança. Hoje a calvície pra mim é um problema resolvido, sobretudo a auto-estima!

    Não poderia deixar de elogiar também o atendimento que tivemos no Hospital da Plástica em Botafogo, tanto para mim como para minha irmã que me acompanhou, que além do padrão de excelência e qualidade, agradeço a todos pelo profissionalismo e principalmente pela simpatia.

    A todos o meu muito obrigado!

    WSM 40 anos
    Gerente de Projetos – SP

  • Ao Dr. Henrique, sua equipe e internautas interessados no assunto.

    A CLÍNICA PILOS (hoje chamada de Centro Pilos) é uma clínica de altíssimo nível em termos de profissionalismo e qualidade na prestação dos seus serviços.

    Tive uma grande sorte em conhecê-la. E isso aconteceu através do seu site www.pilos.com.br. Fui, evidentemente, fazer uma visita sem nenhum compromisso às suas instalações em Botafogo/RJ e gostei do que vi. Percebi que estava diante de uma clínica de altíssima qualidade e que o meu sonho de fazer um implante poderia, sim, ser realizado. O ambiente me agradou: Limpeza, arrumação, tranqüilidade, simpatia das pessoas, excelência no atendimento… Tudo isso, aliado ao alto grau de profissionalismo do ilustre cirurgião, Dr. Henrique, me convenceram de que era ali mesmo, e não em qualquer outro lugar, que eu deveria realizar o meu sonho. Não tive medo de ser feliz. Fui à luta. O Dr. Henrique me passou muita confiança e segurança na sua entrevista preliminar. Tomei a decisão acertada. Na primeira cirurgia o resultado foi quase que imediato. Depois de cerca de 10 a 12 meses minha aparência ficou outra, rejuvenescida. O trabalho desse ilustre médico foi tão perfeito, ficou tudo tão natural, que ninguém foi capaz, até a presente data, de perceber que fui submetido a um implante capilar. Gostei tanto da primeira cirurgia que fiz uma outra, na parte de trás da cabeça. Sucesso absoluto. Já se passaram cerca de sete meses, e agora, posso afirmar com certeza, que o meu problema de calvície já é coisa do passado. Só me vejo calvo em fotografias antigas.

    Fiz também (já ia esquecendo) cirurgia de pálpebras juntamente com a segunda cirurgia capilar, também muito bem sucedida. Fiquei outro. Estou me sentindo um garotão aos 52 anos de idade.

    Ao internauta interessado em implante capilar ou cirurgia plástica de um modo geral, RECOMENDO COM EMPENHO, o Centro Pilos em Botafogo, Rio de Janeiro, sob o comando do Dr. Henrique. Faça uma visita. Lá, com certeza, você encontrará profissionais de altíssimo nível, com muita competência e profissionalismo.

    Ao Dr. Henrique e sua equipe, um forte abraço e um FELIZ NATAL!!!

    A.B., 54 anos, Niterói
    Dezembro 2004

  • Prezado Doutor,

    Venho pela presente Missiva confirmar a excelência do tratamento e dos resultados alcançados na Cirurgia de restauração capilar desenvolvida na CLÍNICA PILOS, destacando, em primeiro lugar, a qualidade do atendimento profissional, esclarecendo, passo a passo, as diversas etapas da metodologia adotada, que se demonstrariam perfeitamente factíveis, além de que se trata de um procedimento harmonioso, sem qualquer trauma, passando despercebido nos dias que se sucedem ao implante de cabelos.

    Na realidade, houve uma natural preocupação, diante da possibilidade, ainda que remota, de que todo o processo de restauração capilar pudesse dar margem a situações constrangedoras, decorrentes da própria incredulidade ou da resistência humana acerca das práticas inovadoras, mormente quanto à extensão do prometido resultado; na minha particular experiência, deixo registrado que o resultado prometido ficou, em muito, superado, e a destreza profissional demonstrada se constituiu num fator relevante à remoção dos derradeiros obstáculos de resistência. Gostaria de enaltecer, ainda, a carinhosa e eficiente participação da Médica Anestesiologista, Dra. Gisele Kreiner, e dos demais componentes do quadro de servidores, com destaque para a excepcional qualidade da sopa de ervilha, servida após aquele ato cirúrgico.

    Esse registro era o que me competia espontaneamente fazer, no estímulo a outras pessoas que estejam em dúvida quanto aos resultados do implante capilar, razão pela qual me subscrevo atenciosamente.

    P.R.C., 65 anos, magistrado

  • Ao Dr. Henrique Radwanski e equipe:

    Talvez essas duas palavras possam descrever minhas impressões a respeito do tratamento recebido na sua clínica, a Pilos.

    Não sofrendo de alopécia hereditária, mas preocupado com o recuo da linha anterior (entradas), cheguei a sua clínica através da Internet.Para quem está lendo esta carta agora, não preciso ressaltar a qualidade gráfica e informativa do site. Para mim, isto foi o catalizador do agendamento da consulta realizada no começo de Fevereiro.

    Chegando à clínica, do porteiro, passando pelas auxiliares, até a secretária Alessandra, fui muito bem atendido num ambiente muito limpo,agrádavel e acolhedor reduzindo assim a ansiedade natural de quem entra numa clínica de cirurgia plástica pela primeira vez.

    Na consulta em si, você só confirmou minhas expectativas com relação ao profissionalismo das informações obtidas no site, acrescentando o estabelecimento de uma relação de confiança no contato direto com o cirurgião, que são imprescindíveis para tomar a decisão adequada.

    Marcada a cirurgia para o dia 27/2/2004, e tendo cumprido as etapas do pré-operatório, cheguei à clínica um pouco ansioso. Afinal de contas era a primeira cirurgia de qualquer espécie a que me submetia. Porém, estava tranquilo e seguro da minha decisão. Todo o procedimento ocorreu exatamente como me foi explicado: da sedação ao repouso após o implante dos enxertos. Não senti nehuma dor e o pós operatório foi incrivelmente normal. Me operei na sexta-feira e na segunda estava trabalhando. Ainda tinha um pequeno edema na testa, mas nada muito constrangedor. Segui a risca todos as suas recomendações dos primeiros 10 dias até a retirada dos pontos e, passadas 2 semanas da operação já cortei o cabelo e é como se nada tivesse acontecido. Todos os enxertos têm uma aparência muito natural. Eu sei que esses primeiro folículos cairão conforme você me explicou e aguardarei, nos próximos meses, pacientemente pelo resultado definitivo e então lhe enviarei outra carta. Estou muito confiante e mais uma vez obrigado a você e toda a sua equipe pelo tratamento dispensado.

    K., 35 anos, Administrador

  • Carta de um paciente que era portador de alopécia androgenética grau VI. Submeteu-se a uma única sessão de 1,350 enxertos em janeiro de 2003. Segue sua carta de agradecimento (espontânea):

    “Quero demonstrar minha plena satisfação agora que completo um ano da intervenção realizada pelo Dr. Henrique. O procedimento foi explicado com muito cuidado na consulta inicial e todo o serviço da Clínica Pilos merece nota 10. Talvez o mais difícil seja tomar a decisão de ir em frente. Afinal, trata-se de uma ocasião em que é necessário fazer um bom investimento. Mas posso garantir que o retorno é excelente, e é para a vida toda. Basta procurar na agenda alguns dias de férias.”

    R.M.F, 29 anos, Advogado

  • Ao Dr. HENRIQUE RADWANSKI

    Meu processo de calvície é de longa data, tendo uma evolução mais rápida nos últimos dez anos. Diagnosticado como de cunho hereditário e irreversível iniciei, ainda na casa dos meus vinte anos, um tratamento dermatológico com medicamentos de uso tópico. Os esforços concentravam-se na tentativa de retardar o processo de queda pelo “fortalecimento” dos fios existentes.

    Com o lançamento de novos medicamentos e orientação médica, posteriormente outros tratamentos foram realizados tanto com aplicação tópica do Minoxidil quanto do uso de cápsulas de finasterida. Já com um grau de calvície bem acentuado, comecei no final de 1998 uma pesquisa sobre o microimplante capilar. Realizei consultas com quatro profissionais. As respostas que obtive nas consultas iam sempre de encontro ao que até então pesquisara.

    O microimplante era um procedimento definitivo posto que era o transporte de enxertos de uma região doadora “forte” para uma área calva e receptora, onde os fios cresceriam definitivamente. Em dezembro de 1999, e seguindo as “recomendações técnicas” para a realização de uma cirurgia plástica, optei por um profissional experiente, titular da SBCP.

    Devo ressaltar que o resultado, sob o aspecto quantitativo de enxertos colocados foi frustrante dando-me a certeza que estava diante da prática de uma medicina comercial, que não estabelece com clareza uma relação honesta entre médico e paciente.

    Novamente, em junho de 2002 decidi realizar outra sessão de microimplantes, desta vez com outro profissional, mais jovem e também titular da SBCP. Apesar de ter acordado na segunda metade da cirurgia de forma assustada, fato este que credito a inexperiência da anestesista ao ministrar a dosagem de medicamentos, o que dificultou o trabalho em si do cirurgião, o quantitativo de enxertos colocados foi muito superior ao da cirurgia feita anteriormente, dandome perspectivas animadoras de um bom resultado.

    Onze meses após, vejo um novo fracasso pois os fios não cresceram. Devo ressaltar que, em ambas as ocasiões me foram apresentadas fotografias com resultados de cirurgias de implante capilar que estes profissionais realizaram anteriormente. Tive a certeza de que a cirurgia de microimplante capilar, especificamente, deveria ser realizada por um especialista neste tipo de procedimento, pois o fato de procurar um profissional experiente ou titular da SBCP não é garantia de um resultado positivo.

    A princípio, havia me programado a realizar novo procedimento em 2004, em São Paulo, que concentra algumas clínicas especializadas em microimplante capilar, quando descobri, pela Internet, que aqui no Rio de Janeiro havia a sua clínica, a Pilos. Na primeira consulta, em 22 de abril, tive a certeza de que tudo que até então lera e pesquisara sobre o procedimento de microimplante era aplicado em sua clínica.

    Realizada a cirurgia em 12 de maio, cabe ressaltar que tanto minhas expectativas em relação ao quantitativo de enxertos que foram colocados quanto ao próprio ato cirúrgico em si, se concretizaram neste dia e que, tudo transcorreu exatamente como imaginara há muito tempo atrás. Vejo agora que, o que havia sido feito nas cirurgias anteriores não passava de procedimentos, no mínimo, ultrapassados.

    Os curativos na cabeça, a aplicação de vaselina no couro cabeludo (de difícil retirada com lavagem) causaram-me a impressão do implante capilar ser um procedimento traumático. Pelas experiências que passei anteriormente, tenho certeza de que o procedimento praticado na Pilos é equivalente aos melhores e mais avançados centros especializados em implante capilar tanto no Brasil quanto internacionais.

    Dr. Henrique, quero parabenizá-lo e à sua equipe pela forma eficaz e tranqüila como a cirurgia foi conduzida, estabelecendo todo o tempo uma relação de confiança. Aguardo paciente, porém ansioso, o crescimento dos fios resultantes dos enxertos tendo a certeza de que a Pilos é um centro de referência no Rio de Janeiro neste tipo de procedimento.

    Algum tempo depois…

    Ao Dr. HENRIQUE RADWANSKI

    Agora que se completa um ano de cirurgia, quero externar a satisfação com o resultado final obtido.

    Simplesmente, posso dizer que é muito bom ter os cabelos de volta o que já havia sido tentado em duas cirurgias anteriores sem sucesso. Mais uma vez, ratifico o alto padrão de atendimento recebido na Clínica Pilos e a excelência do seu trabalho.

    Rio de Janeiro, 21 de maio de 2003
    M.A.A., 43 anos, Engenheiro

  • É indescritível a sensação de poder dizer: calvície tem solução nos dias atuais. Pena que muitos ainda não sabem disso ou a informação que lhes chega é parcial e baseada em práticas antigas ou em desuso. Por isso, espero que meu depoimento sirva de acréscimo esclarecedor para os que enfrentam problemas com sua calvície e buscam um tratamento. Destacarei mais acentuadamente o lado emocional da experiência por que passei. E isto não é falar demasiadamente, pois o que vivi muitos vivem hoje e anseiam por orientação.

    Minha calvície começou cedo, mas nem por isso me acostumei a ela – ninguém se acostuma – os de minha volta também não. Desde bem jovem já tinha aquelas “entradas” e aos vinte e cinco anos, aproximadamente, o processo acelerou bastante. Isto afetou minha auto-estima. Aos poucos a gente vai se afastando de ambientes que possam nos expor. No meu caso, ficou ainda mais grave porque comecei a disfarçar a calvície, deixando o cabelo um pouco maior e cobrindo aqui e ali. Mas isto virou uma espécie de muleta. E quanto mais perdia os cabelos, mais tentava esconder. Aquela situação ficou insuportável para mim. Não era mais eu quem vivia. Sentia que usava uma máscara. Perdi a espontaneidade. Passava muito tempo (muito mesmo) à frente do espelho para fazer aquele “penteado”. Se pudesse aconselhar alguém, diria: não esconda a sua calvície nunca. Aja naturalmente e procure tratamento. A situação se agravou a tal ponto que levava, às vezes, até duas horas para pentear os cabelos e várias demãos de fixador. Mas mesmo assim me sentia inseguro. Não saía de casa se estivesse ventando. Não viajava de carro com a janela aberta. Tinha pânico que um vendaval me pegasse desprevenido. Tinha medo que alguém “esbarrasse” em mim e que meu “penteado” se desfizesse. Aquilo não era vida.

    Depois de tentar quase todos os tipos de tratamento oferecidos no mercado, de buscar auxílio na dermatologia, estética e até em loções milagrosas, decidi que procuraria um tratamento com resultados efetivos e definitivos: o transplante de cabelos. Pesquisei tudo a respeito. Depois desta etapa, passei a buscar por um local especializado aqui no Rio de Janeiro, quando só ouvia dizer que o melhor na área estava em São Paulo. Foi quando conheci, através do site, a Clínica Pilos. Busquei referências sobre o médico responsável e vi que se tratava exatamente do profissional que atenderia minhas expectativas (sou bastante crítico, exigente e detalhista). Algum tempo depois houve um encontro para calvos promovido pelo Clube dos Carecas nas dependências desta mesma Clínica. Fui ao Encontro para conhecer o ambiente e os profissionais. O que vi foi um local muito agradável, equipado, higiênico e com pessoas totalmente envolvidas e altamente capacitadas neste tipo de cirurgia. Depois de assistir uma palestra com o cirurgião plástico da clínica (Dr. Henrique), saí dali resolvido e convicto de que tinha encontrado o médico certo, já que uma cirurgia dessa é para a vida toda.

    Como não disponho boa situação financeira, tratei de economizar o necessário para custear a cirurgia. Nesse aspecto, considero uma cirurgia acessível a todos. É só se organizar e logo se consegue fazê-la. E é um tratamento único, você não fica dependendo permanentemente de outras despesas, ou gastos com remédios, por exemplo.

    Marquei a consulta e tive informações detalhadas a respeito do transplante de cabelo por um profissional totalmente imbuído no exercício do seu sacerdócio. Depois de ser examinado e indicada a cirurgia, fiz os exames médicos solicitados e foi marcado o dia para o transplante.

    Tudo transcorreu muito bem no ato cirúrgico, e no começo da noite já estava indo para casa. Mantive-me calmo porque estava certo de que todos os profissionais à minha volta eram muito bem treinados para aquele fim.

    O pós-operatório foi muito tranqüilo. Ao chegar em casa, tomei banho, jantei, às 23h fui dormir e só acordei às 4h. Senti apenas uma dor muito branda na região doadora, tanto que só tomei 3 comprimidos de analgésico durante os primeiros dias. Segui integralmente todas as prescrições médicas e, daí em diante, foi só recuperação! Semanas depois, comecei a ver os novos cabelos nascendo com toda força onde não existia mais nenhum fio.

    Alguns meses depois cortei o cabelo. Foi a maior sensação de liberdade que senti na vida. Voltei a ser eu mesmo. A vida passou a ter um novo sabor. Não perco mais tanto tempo à frente do espelho. Ninguém até hoje sabe ou desconfia que passei por esta cirurgia. Ou seja, só ficarão sabendo se eu contar. E isto é resultado de um trabalho com aspectos naturais. O maior mérito de uma cirurgia plástica é alguém olhar, sentir que você está diferente, mas não saber dizer o que mudou. Os amigos olham, elogiam o novo visual (penteio agora os cabelos para trás, antes era para o lado aproveitando os cabelos ainda existentes nas laterais) e dizem: “você está diferente. O que você fez? Cortou o cabelo? Ficou bem em você.”

    Para finalizar, afirmo que esta foi a melhor decisão tomada para resolver o meu problema de calvície.

    R, 36 anos, RJ.

Sociedades e Associações