O que é calvície?

Ao longo de sua história, o ser humano vem buscando soluções para a perda de cabelo, através das mais diversas fórmulas, loções e poções. Homens e mulheres sentem muito a falta de cabelo, seja na fase de adulto jovem ou mais adiante, após uma certa idade. O autor inglês e sociólogo Desmond Morris, no seu livro seminal "O Macaco Nu" (The Naked Ape, 1967), caracterizou o homem como o único primata desprovido de pêlos. [Seus comentários e observações à respeito do homem moderno são extremamente perspicazes].

Sabemos que o cabelo é o único adorno natural, representando para o homem beleza, juventude e força (lembramos da história de Sansão). A mulher usa seu cabelo como um enfeite, seja longo ou curto, mas sempre em vasto volume; para ela, o cabelo significa sensualidade e uma maneira de se embelezar.

Hoje, a cirurgia para corrigir os diferentes tipos de calvícies pode trazer resultados naturais, sempre que a técnica é bem realizada.

Consulta clínica

A alopécia manifesta-se de forma diferente em cada indivíduo, seja na sua distribuição anatômica, seja no seu desenvolvimento, ou ainda em função da idade em que ocorrem os primeiros sinais. Da mesma forma, cada paciente que se apresenta com esta condição requer um exame e uma solução individualizados. Suas queixas devem ser cuidadosamente ouvidas, e os procedimentos e resultados devem ser minuciosamente explicados antes de se propor qualquer cirurgia.

Caso haja indicação para a realização de uma cirurgia, vários fatores devem ser considerados junto ao paciente. O tamanho da área de alopécia determinará quantas intervenções serão necessárias, pois dificilmente é possível cobrir uma grande área calva com apenas uma operação. Por outro lado, a quantidade de cabelo da região posterior é um fator determinante no planejamento cirúrgico, por limitar, muitas vezes, o número de folículos que poderá ser transplantado. É o conhecido binômio área doadora X área receptora.

O cirurgião, ao avaliar estes diferentes aspectos, deve dar ao paciente uma interpretação realista dos resultados que são alcançáveis dentro das condições analisadas.

Ver seção: Técnica cirúrgica